Projeto estimula pecuária sustentável no oeste da Bahia

Parceria entre a Fundação Solidaridad, Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste) e a empresa de consultoria Profissional promove a gestão das propriedades ligadas à pecuária do ponto de vista econômico, social e ambiental

O projeto de pecuária sustentável desenvolvido no Oeste da Bahia inicia sua segunda etapa, ligada à assistência técnica direta aos pecuaristas na região, visando apoiá-los em cinco eixos principais: gestão da propriedade, produção animal, legislação trabalhista, meio ambiente e relacionamento com comunidades no entorno.

Pecuarista Noel Santiago de Souza, Correntina, BAO Proprietário da fazenda Alto da Serra, em Correntina, Noel Santiago de Souza, 50, aprova a assistência técnica especializada. “Estamos cumprindo tudo o que foi recomendado nos relatórios. É um conhecimento que agrega à propriedade como o combate de formigas e as anotações do rebanho para ajudar a monitorar o negócio”, explica ele, que administra 600 hectares de área com cerca de 250 cabeças de gado.

 

O projeto de apoio aos pecuaristas no Oeste da Bahia utiliza a metodologia de melhoria contínua do Programa Horizonte Rural. Todos os produtores selecionados preencheram o guia com ajuda de técnicos da Profissional e da Acrioeste. “Eles vieram antes para acompanhar o nosso trabalho e saber o que estava errado e o que deveríamos corrigir”, aponta Noel.

Além de Noel, os técnicos apoiaram a aplicação do guia em 76 pequenas e médias propriedades dedicadas à pecuária no oeste da Bahia. “Com base no relatório geral e individual gerados a partir das respostas dadas pelos pecuaristas,  foram identificadas as deficiências para que os técnicos possam dar suporte na gestão das propriedades e planejar a produção de gado de maneira sustentável nas perspectivas econômica, social e ambiental”, explica Márcio. O projeto também produziu 76 Guias de Avaliação Individual das Propriedades, entregues para cada pecuarista participante da pesquisa. Nestes relatórios, foram incluídas as deficiências e os gargalos na administração e condução das propriedades.

Dentre as intervenções propostas para os agricultores do Oeste se destacam a adoção de boas práticas agrícolas e de pecuária porteira adentro, com um trabalho de melhoria contínua-s. Da porteira afora, a criação de corredores ecológicos e promoção de benefícios para as comunidades, utilizando, por exemplo, mão de obra, produtos e serviços locais. Apoio para a adequação às conformidades legais também é um dos objetivos da Fundação Solidaridad, através do projeto desenvolvido com a Acrioeste, Profissional e Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável.

Veja também:

Melhorias nos sistemas de produção de gado do oeste da Bahia 

Projeto estimula pecuária sustentável no oeste da Bahia