Melhorias nos sistemas de produção de gado do oeste da Bahia

Solidaridad firma parceria com Acrioeste (Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia) a fim de realizar um diagnóstico da situação atual da produção de gado na região, que concentra mais de 2 milhões de hectares de pastagens no Brasil.

bahia beef

Até o final do século XX , a criação de gado no Brasil foi marcada pela expansão territorial e baixo uso de tecnologia, resultando em baixa produtividade. A partir de meados da década de 1990, devido às pressões econômicas e ambientais causadas ​​por esse modelo de agricultura o setor entrou em um processo de modernização e aperfeiçoamento tecnológico voltados para o uso mais eficiente de pastagens.

No entanto a produção de gado ainda é dominada por modelos de agricultura extensiva, onde agricultores dependem da extensão de terra para gado do rebanho, assim como a abertura de novas áreas para pastagem, que é uma das principais causas do desmatamento na Amazônia e Cerrado. Neste contexto, a recuperação de pastagens degradadas e uso eficiente de sistemas de produção são fatores-chave para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, aumentando o volume de produção .

Pouco se sabe sobre a situação dos sistemas de produção de gado tradicionais na região Oeste da Bahia, mas a inclusão de agricultores de pequeno e médio porte no contexto da agricultura integrada tem um elevado potencial para alavancar grandes melhorias de práticas de produção e meios de subsistência.

Projeto de melhoria da pecuária na Bahia

Por esta razão, a Solidaridad em conjunto com Acrioeste e uma empresa de consultoria do agronegócio local, começaram um diagnóstico da situação da produção de gado na região. O objetivo do projeto “Pecuária Bahia” é avaliar as práticas de produção, a fim de identificar as lacunas existentes em matéria de critérios de sustentabilidade e reunir informações relevantes sobre a relação entre pastagens e as emissões de carbono .

A ferramenta utilizada para alcançar estes objetivos é o Horizonte Rural, um sistema desenvolvido internamente pela Solidaridad com o apoio de vários parceiros que fornece soluções automatizadas para ajudar os agricultores a estruturar o processo de melhoria contínua para as melhores práticas de produção e gestão.

A estratégia de implementação foi planejada de forma a garantir a representatividade do diagnóstico, tanto em termos geográficos como considerando a importância do tamanho do rebanho e do peso econômico de bovinos de corte para muitos municípios da região.

O benchmarking de práticas de gestão e de produção

O processamento dos dados consolidados ao nível do grupo fornece detalhes das práticas de gestão e de produção na região, útil para as associações de produtores e empresas. Este dado pode ser usado para garantir a sustentabilidade de suas cadeias de suprimentos, entre outros.

Vários problemas foram identificados como prioridades a fim de melhorar a rentabilidade da produção de gado na região, reduzir os impactos ambientais e melhorar a conformidade com as regulamentações de trabalho na região. O desafio mais crítico é a atenção à conformidades legais em relação a aspectos sociais e ambientais. A análise mostrou também uma importante falta de conhecimento sobre os requisitos legais, e a carência de informações por parte dos agricultores.

Como resultado da auto-avaliação, cada agricultor recebeu um relatório individual com um conjunto de recomendações sobre como corrigir os suas lacunas em temas relacionados à modelo de gestão, economia e finanças, aspectos técnicos e de desempenho operacional, bem como sobre como atingir a conformidade legal em termos de suas próprias capacidades e orçamento.