Lançamento do projeto piloto Horizonte Rural para produtores de cacau no Pará

Equipe Horizonte Rural e representantes da Cargill, CEPLAC e Secretaria de Agricultura de Novo Repartimento (Pará) reuniram-se em Ilhéus(BA) para trabalhar no projeto “Iniciativa para o Desenvolvimento Sustentável da Produção de Cacau”.

Equipe de trabalho

Equipe de trabalho. Foto: Paulo Lima

A Solidaridad Brasil, a Cargill, a Secretaria de Agricultura da Prefeitura Municipal de Novo Repartimento (PA) e a CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira) do Estado do Pará assinaram um acordo de cooperação para implementação do projeto piloto “Iniciativa para o Desenvolvimento Sustentável da Produção de Cacau”. O objetivo é o desenvolvimento de um conjunto de ferramentas para promover a melhoria da qualidade, produtividade e sustentabilidade da produção de cacau no município de Novo Repartimento no Estado do Pará. O projeto utilizará a metodologia e a plataforma Horizonte Rural.

Produção de cacau no Pará. Foto: Paulo Lima

Produção de cacau no Pará. Foto: Paulo Lima

Neste contexto, do dia 19 ao dia 22 de maio a equipe do Horizonte Rural reuniu-se com estes parceiros em Ilhéus (Bahia) para trabalhar na adequação do Guia de autoavaliação para produtores de cacau. Foram feitas também duas visitas técnicas para troca de conhecimentos sobre a produção de cacau no sul do estado da Bahia: A cooperativa Cooperverde, formada por antigos funcionários de uma fazenda produtora de látex onde é feita a produção do cacau em consórcio com seringueira; e a fazenda de cacau Leão de ouro, uma propriedade histórica com certificação UTZ, que permanece produzindo graças ao insistente trabalho de seus novos proprietários e a introdução de novos materiais resistentes à vassoura de bruxa (principal doença da lavoura cacaueira que no passado inviabilizou a produção de cacau no sul da Bahia).

As visitas permitiram aos parceiros de Novo Repartimento (PA) a oportunidade de conhecer diferentes arranjos para a produção de cacau e que poderão servir como inspiração para o trabalho no município. A próxima etapa do projeto será a capacitação dos técnicos da Secretaria de Agricultura do município e da CEPLAC para a aplicação do Guia de auto avaliação para produtores de cacau, que será realizada com produtores do assentamento Tuerê a partir do mês de agosto de 2014.